Escola Secundária de Seomara da Costa Primo

O futuro é AQUI! Aposta na tua escola!

Friday, February 22, 2008

O conhecimento e o estatuto social


Ao longo da história, durante muitos séculos, o conhecimento era reservado aos membros pertencentes às camadas sociais mais poderosas. A grande maioria da população dedicava-se à agricultura, nas aldeias, ou desempenhava funções subalternas na cidade. Sem dúvida que o estilo de vida das pessoas era determinado pelas posses das suas famílias: se alguém nascesse num meio pobre, iria permanecer pobre ao longo da vida.
No início do século XX, toda a população portuguesa passou a ter acesso livre ao ensino primário. Este seria, à partida, um importante passo, que dava oportunidade às pessoas pobres de lutarem por melhores condições e dignificarem as suas existências.
Mas, infelizmente, assim não sucedeu, pois ao longo deste século, a pobreza persistia entre o povo português.
Só muitos anos mais tarde, no final do século XX, a barreira que se erguia entre os nobres e “bem – nascidos” e os menos favorecidos, com instrução, foi destruída e finalmente os mais desfavorecidos puderam realizar os seus sonhos e ambições, proporcionando ao mesmo tempo uma vida mais digna aos seus filhos e familiares. No entanto, todos sabemos que, ainda hoje, as desigualdades persistem na nossa sociedade, mas, devemos a todo o custo contribuir para a sua desaparição, fazendo do conhecimento e do trabalho uma via segura para a felicidade.

No comments:

E-mail de contacto: